Inspirado na cultura tropeira, o Grupo de Catira “União Lobatense” surgiu na década de 1930 no distrito de Buquira (hoje Monteiro Lobato), pelos irmãos Francisco Rosa e Antônio Rosa. Na época, a dança era restrita aos homens, apresentada somente em batizados e casamentos.

Em 1950, foi incorporada em procissões cantadas para motivar os fundamentos da religião católica, o que popularizou a manifestação entre jovens e mulheres.

A Catira é marcada por passos firmes e palmas sincronizadas, ritmo composto pelo som da viola caipira, entoado por dois violeiros. A dança é executada em duas fileiras - uma em frente à outra formando pares. O chapéu é uma peça fundamental.

Nosso site faz o uso de cookies para melhorar sua experiência de navegação. Leia sobre como utilizamos cookies e como você pode controlá-los clicando em "Preferências de Privacidade" à direita.

Preferências de Privacidade

Quando você visita qualquer site, ele pode armazenar e recuperar informações através do seu navegador, geralmente na forma de cookies. Como nós respeitamos sua privacidade, você pode escolher não permitir coletar dados de alguns tipos de serviços. Entretanto, ao não permitir esses serviços sua experiência pode ser impactada.


ACESSIBILIDADE

Para navegação via teclado, utilize a combinação de teclas: Alt + [ de atalho]

Atalhos de navegação:

Tamanho da Fonte/Contraste
fechar
ACESSIBILIDADE
Carregando... Por Favor, aguarde...